UICC Femama

Notícias

Pecuarista doa 100 cabeças de gado a Associação de Combate ao Câncer


28/05/2012

O pecuarista e ecologista, como se intitula, Gino Vila Machado (49), oficializou nesta sexta-feira (25) a doação de aproximadamente 100 cabeças de gado, avaliadas em quase R$ 90 mil, para a Associação de Combate ao Câncer da Grande Dourados (ACCGD). Nesta manhã Gino visitou a redação do CaarapoNews, acompanhado da presidente da associação Virginia Magrini. Decidi parar de criar gado, para me dedicar à criação de animais de pequeno porte. A pecuária hoje propicia pouco emprego e devido ao monopólio dos frigoríficos que tem se instalado em nosso estado produz pouca renda, além disso, tem a questão ambiental, os animais são muito predatórios e provocam erosão no solo, argumenta Machado. É uma doação sem fins políticos, mas de consciência ambiental. Como iria parar com a criação decidi doar para Associação de Combate ao Câncer da Grande Dourados, que é uma instituição séria, que atende pacientes de 33 municípios da nossa região. Há 22 anos colaboro com a sociedade com serviços ambientais em minha propriedade, Morada do Sol. Essa doação nada mais é que a continuação desse projeto, finalizou. Já a presidente da ACCGD disse que nunca tinha ouvido falar no pecuarista/ecologista caarapoense e que ficou surpresa quando seu telefone tocou e ele disse que queria fazer a doação. Com os animais doados, que compreendem: touros, vacas, bezerros e novilhas, vamos realizar um leilão e tudo que for arrecadado vamos comprar os equipamentos que necessitamos para atender nossos pacientes. Só temos à agradecer de coração ao Gino por essa doação, disse Virginia Magrini. Além de Gino Machado, outro pecuarista caarapoense, Sérgio Barros, da fazenda Dom Bosco, doou uma cabeça de gado para a instituição. Entidade - A ACCGD realiza desde 2008 a construção do Hospital do Câncer de Dourados, com valores orçados em R$ 2 milhões. O projeto prevê recepção, ambulatórios, salas de quimioterapia e pediatria. O HC será referência no tratamento de câncer na região Sul do Estado, atendendo 33 municípios pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Assim, os pacientes da Grande Dourados não vão mais precisar ser transferidos para outras localidades que também são referência no tratamento da doença no Brasil.

Voltar >>